Negócio

A minha dona diz que vai começar um negócio. Vender pêlo de gato, ou melhor, vender o meu pêlo e do Nobita.
Não comecem já a pensar coisas esquisitas, ela não nos vai rapar o pêlo para vender nem nada do género. Ela diz que só vai aproveitar o pêlo que tira da escova todos os dias depois de nos escovar.

Está claro que eu não vou permitir tal coisa, o meu pêlo é sagrado e eu gosto de o espalhar aqui por casa, pela roupa dos meus donos, pelos sofás, etc, etc. Agora fazer negócio às minhas custas, nem pensar.

Caso encerrado.

Miaus e Ronrons. Shizuka