Critica filme #8

E com este filme começou a saga dos Óscares.
E não podia ter começado melhor. 


ARRIVAL

Título do Filme Original: Arrival
Título do Filme em Português: O Primeiro Encontro



Duração do Filme: 116 minutos
Género: Drama / Mistério / Sci-Fi
Ano Lançamento: 2016
Atores Principais: Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker
Realizador: Denis Villeneuve



Sinopse do Filme: Quando 12 misteriosas naves espaciais aterram em vários pontos do globo, uma equipa, liderada pela especialista em linguistica Louise Banks, reune-se para obter respostas.


Comentário ao filme: Primeiro, se estão à espera de ver um filme clichê de aliens e explosões e tiros vão ficar muito desiludidos. Caso contrário, siga.
Louise Banks (Amy Adams) é especialista em linguística e é chamada para tentar descobrir o porquê da vinda de diversas naves espaciais para a Terra. A principal questão que todos querem saber é se os seres que estão nas naves são pacíficos ou não. Louise adopta uma estratégia contestada pelas forças militares mas acaba por ter o apoio de Ian Donnelly (Jeremy Renner), um cientista que faz parte da sua equipa. Os dois tentam entender o que é que os seres pretendem do nosso planeta. 
Os seres encontram-se dentro da nave num espaço amplo e existe uma separação (uma espécie de vidro) entre eles e a equipa de humanos. Estes deixam marcas circulares nessa separação que são a sua linguagem escrita e a sua "fala" consiste nuns sons muito parecidos com os sons de baleias. 
Uma característica interessante é que as outras 11 naves não são esquecidas, podemos ver ao longo do filme que os lideres dos países onde estão as naves estão a trabalhar em conjunto para evitar uma catástrofe.
Ao longo do filme também vamos tendo uns flashes da vida de Louise que só no final percebemos o seu espaço temporal. 
É um filme que emociona, faz pensar e demostra bastante bem o que o medo pelo desconhecido pode fazer. Se tivesse o vício de roer as unhas acho que tinha ficado sem nenhuma, porque a narrativa do filme, os sons e as imagens criam um suspense enorme.
Penso que uma das mensagens que o filme pretende passar é que através da comunicação, do diálogo e do contacto é possível a humanidade entender-se, por mais difícil que seja a situação.
Cada vez que a equipa ia para dentro da nave levava um pássaro numa gaiola (penso que era um canário) e confesso que não percebi o porquê. Depois de andar a pesquisar internet fora, vi que a presença do pássaro tinha o objectivo de "medir" os níveis de oxigénio, isto é, o canário ao estar vivo significava que o ar era suficientemente puro para os humanos (apesar de só a Louise e o Ian tirarem o fato de oxigénio).
Amy Adams está fenomenal, o resto do elenco é totalmente secundário porque a Amy e a sua Louise absorvem todo o filme.
Se estivesse no lugar da Louise não sei se tomava a mesma decisão, e por isso é que adorei o filme.  Não é um filme que nos dá respostas de mão beijada. Quando acabou ainda estive uns momentos a rever todos os acontecimentos para ver se tinha percebido bem e tenho a minha teoria. Agora se a minha teoria está correcta não sei.


Classificação do filme9,5 gatos (1 a 10 gatos)


"If you could see your whole life from start to finish, would you change things?"
Dr. Louise Banks

"Despite knowing the journey and where it leads... I embrace it. And I welcome every moment of it."
Dr. Louise Banks

"Memory is a strange thing."
Dr. Louise Banks

Miaus e Ronrons. Shizuka